14.4.10

Tabriz

Chegados a Tabriz, a maior cidade antes de Teerao, decidimos ir procurar um banco que fosse internacional e onde pudessemos levantar dinheiro. Com poucas pessoas a falar ingles e dificuldade em nos fazermos entender, nao estava facil de encontrarmos o que pretendiamos.
Perguntando a quem nos aparecia pela frente, conhecemos o Majid, que logo nos disse para esperarmos um pouco que ia estacionar o carro. Acompanhou nos a manha toda ajudandonos com a comunicacao, e perguntamos de banco em banco onde poderiamos levantar dinheiro, e as negas foram se sucedendo.
Comecavamos a ficar preocupados e diziam nos que a unica solucao era ir levantar dinheiro ao Azerbeijao ou a Turquia, o que para nos estava fora de questao pois o nosso visto para o Irao apenas contemplava uma entrada.
Entretanto levou nos a loja de tapetes do irmao, para descansarmos um pouco, bebermos um cha e tentarmos arranjar uma solucao.
Meia duzia de chamadas, e de seguida fomos para o posto de turismo, para nos tentarem ajudar.
Depois de explicarmos que o nosso visto nao permitia sair do pais, a unica solucao era fazer um deposito de dinheiro no banco iraniano em lisboa, e assim que eles tivessem o dinheiro, poderiamos levantar essa quantia no Irao.
O Majid teve de se ir embora, mas logo o Hossein que trabalhava na area do turismo, se prontificou a ajudar nos no que precisassemos. Seguimos para o seu posto de trabalho onde tinha internet, para tentarmos avisar alguem em lisboa para nos fazer o tao desejado deposito. Ja estavamos todos contentes, quando descobrimos que em Portugal nao havia banco do Irao, um balde de agua fria, e as nossas esperancas comecavam a morrer lentamente.
Sentiamo nos de maos e pes atados, e sem solucoes a vista.
Lembramo nos entao de telefonar a Embaixada Portuguesa no Irao para saber se haveria alguma solucao para recebermos dinheiro. Logo nos informaram que era impossivel de fazer levantamentos no Irao, e que a unica solucao seria de o dinheiro seguir em correio. Decidimos arriscar e depois tentar levantar em Teerao.
De seguida e depois de um dia cansativo e burocratico, um merecido descanso na casa de Hossein.
Majid e o irmao
Estes tapetes sao verdadeiras obras de arte, e parecem pinturas ou ate mesmo fotografias!!!
Nunca tinhamos visto um filtro para o cha deste tipo =)
Camara municipal de Tabriz
Hossein preparando para jantar


Mesquita azul de Tabriz

Sem comentários:

Publicar um comentário